O Carvão do Bem

19 04 2010

Resumo da matéria apresentada por Marcela Buscato para a Revista Época, em Dezembro de 2009.

O Carvão do Bem

Essa idéia faz sentido, do ponto de vista científico, pois enquanto as plantas crescem, absorvem gás carbônico para fazer fotossíntese, e esse carbono vira raízes galhos e folhas e pode voltar para atmosfera quando a planta morre e se decompõe. Se ela for enterrada de uma maneira que torne decomposição lenta, o carbono absorvido pela planta ficará preso no solo, tornando-o bem mais fértil.

Os cientistas ainda têm dúvidas sobre o biocarvão, um estudo publicado na revista Science sugere que ele aceleraria a decomposição da matéria orgânica aumentando as emissões de carbono ao invés de manter o solo fértil como a idéia original sugere.

“O comportamento do biocarvão pode depender tanto do tipo de cultura em que ele é usado, quanto da planta da qual foi feito e até mesmo da forma como foi aplicado no solo”, diz o agrônomo Etelvino Novotny, da Embrapa de Solos.

Carvao_bo_bem

Infográfico da matéria. Clica que aumenta!

Fonte: BUSCATO, Marcela, revista Época , edição nº 605, 21 de dezembro de 2009, pág 140 – Editora Globo.

Anúncios

Ações

Information




%d blogueiros gostam disto: