Ecofashion

17 04 2010

Acho super legal quando uma empresa busca fazer algo em prol do meio ambiente, seja visando lucro ou não. O que vale é que a iniciativa seja válida e eficaz para melhorar a nossa qualidade de vida.

Com isso, existem empresas que surgiram enxergando justamente esse novo nicho de mercado: o mercado do selo ecológico.

Sacola de Juta

Sabe aquela sacolinha de plástico que a gente usa pra embalar as compras no supermercado? Apesar de recicláveis, são produzidas a partir de derivados de petróleo (combustível fóssil), ou seja, geram poluição para serem produzidas e muitas delas acabam indo parar nos rios e lixões, ou seja, não são devidamente encaminhadas ao correto descarte. Sabemos que as tais sacolinhas demoram décadas para se decompor.
Pensando nisso, existe o mercado de ecobags. São sacolas de tecido, reutilizáveis e resistentes.

Assim, temos muitos produtos com a bandeira de ecologicamente corretos, mas será que são mesmo? Falam em selos que nos dão garantias que os processos de produção não agridem o meio-ambiente ou são os aceitáveis dentro de padrões estabelecidos. Temos a preocupação de saber como são estes processos de validação e certificação das empresas? Olhamos os selos, mas temos a preocupação de verificar se aquela empresa realmente é certificada? Não podemos esquecer que vivemos num mundo onde se falsifica dinheiro, um selo é infinitamente mais fácil de falsificar, sem falarmos da corrupção que pode existir dentro dos próprios órgão certificadores. E por fim, muitos de nós aceitaríamos pagar mais caro por um produto que carrega um selo verde. É um alívio para a consciência.

Da mesma forma, temos projetos que visam contribuir com ONG’s e outras entidades comprometidas com o meio-ambiente através da venda de seus produtos.

Vejam só essa matéria do Portal UOL:
http://estilo.uol.com.br/moda/ultnot/2010/03/29/osklen-vende-camiseta-beneficente-da-dow-live-earth-run-for-water.jhtm

Camiseta do Dow Live Earth Run For Water que será vendida na Osklen em abril

Legal né gente. Mas só 7% para doação?

Meire Vidal e Octacilia Coutinho

Anúncios

Ações

Information

One response

31 01 2012
aline corsino

O Brasil está atrasado na substituicao das sacolinhas plasticas de supermercado. Na Italia ja tem lei que obriga os supermercados a disponibilizarem sacolinhas feitas de amido, que sao organicas e podem ser posteriormente utilizadas no lixo de casa pois se decompoem em pouquissimos meses. Nos supermercados custam cerca de 5 centavos de euro. E além disso, existe uma enorme conscientizacao para que as pessoas levem as suas proprias sacolas reutilizaveis.




%d blogueiros gostam disto: